fbpx

Pesquisa de Harvard consolida os avanços do Teletrabalho

Artigo recente da Harvard Business Review revela resultados de pesquisa com 600 participantes sobre o trabalho flexível em agência governamental dos Estados Unidos. Segundo Choudhury, autor do trabalho, a produtividade dos servidores da US Patent and Trademark Office – USPTO (agência responsável pelo registro de patentes e marcas) que passaram a atuar remotamente aumentou, em todos os casos, em 4,4% e continuou a aumentar à medida que avançaram em direção ao trabalho flexível em qualquer localidade de sua preferência. Anteriormente, podiam atuar somente em suas residências. Os ganhos médios projetados com esse aumento de produtividade chegam a $1.3 bilhão para a economia americana.

Choudhury afirma que os resultados da pesquisa apresentam impactos importantes para os servidores, que podem mudar-se para áreas de menor custo de vida, reduzir custos de transporte diário, morar mais próximos da família e amigos, além de reduzir impactos ambientais e custos de infraestrutura para a USPTO.

O teletrabalho e o trabalho flexível como um todo também vêm crescendo exponencialmente no serviço público brasileiro. À medida que as experiências vão se consolidando, acumulam-se benchmarks de sucesso. Acesse o nosso artigo Teletrabalho no serviço público e conheça os principais elementos e perspectivas para uma implantação segura.